camara-dos-deputados-1

DIA 29 NOVEMBRO 2011

Câmara Federal, Brasília

Plenário 16 – Anexo 2

10h

rádio by mncr

A Coalizão Nacional contra a Incineração de Lixo propôs ao Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados a realização de uma Plenária para debater a questão da implantação de incineradores no país como alternativa tecnológica para gestão de resíduos sólidos.

A Lei 12.305/2010 que instituí a PNRS, bem como o Plano Nacional (em consulta pública) enfatizam a prioridade em reduzir, recuperar e reciclar resíduos secos e úmidos, bem como a importância de se implementar programas, políticas e ações, em âmbito municipal e regional que tragam soluções consorciadas e que integrem as associações e cooperativas de catadores. Mas, no sentido contrário a esta diretriz, estão acontecendo manifestações e iniciativas, em distintos estágios, pelas Prefeituras, de implantação de incineradores como solução para o tratamento de resíduos, o que pode representar grandes riscos à saúde humana, pública e ambiental. Além dos altos custos destes equipamentos e da falta de estrutura nos municípios para monitorar as emissões de substâncias tóxicas, ficando comprometidos, ademais, por cerca de 20 anos, com uma única tecnologia. Assim, é urgente debater este tema em âmbito nacional, junto a parlamentares que nos representam e á sociedade civil.

A mesa desta plenária está composta por:

  • Giovani Cherini: Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados, coordenador da plenária
  • Maria Monica da Silva: representante do Movimento Nacional de Catadores – MNCR
  • André Abreu: representante do France Libertés
  • Virgílio Faria: Movimento em Defesa da Vida
  • Magdalena Donoso: representante Rede Internacional Alternativas à Incineração – GAIA
  • Sílvio Ruiz Grisales (Colômbia): representante da Rede Latinoamericana de Catadores – RedLacre

2 thoughts on “PLENÁRIA INCINERAÇÃO RESÍDUOS SÓLIDOS na Câmara Federal, Brasília

  1. ÉRICA RENATA GODINHO

    Boa tarde a Todos!
    Necessitamos de métodos eficientes e sustentáveis para tratarmos nosso lixo. Ao meu modo de ver, a incineração não é nem em eficiente (pois estimula consumo) e tão pouco sustentável (pois polui e utiliza em demasia recursos naturais, como a água por ex.)!
    O tema tem que ser amplamente discutido e debatido dentre a população sim, e, tenho certeza que após conhecer e entender os prós e os contras desse mecanismo (incineração) a utilização do mesmo será vetado e as outras alternativas (mais sustentáveis, portanto adequadas) serão repensadas, implantadas e melhor reconhecidas pelo poder público e sociedade!

  2. maristela de souza moura

    Me parece que nos estamos negando nossa existencia,envergonhados queimamos nosso lixo nao acreditando que ele faz parte da nossa constituiçao humana,ou seja da dialetica terrestre que gera trabalho,conciencia,tecnologia voltada para a preservaçao ambiental, respeitando a vida talves pelo temor de sermos destruidos,a ganancia de grandes fabricantes e a falta de puniçao no Pais tras essas grandes polemicas,vejo que essa proposta de queimar o lixo certamente nao partiu das grandes massas e sim de poucos capitalistas desenfreados que construirao suas moradas em outros planetas,sera que eles conseguem…somente Deus para responder.

Leave a Comment