AUDIÊNCIA PÚBLICA “POR UM PARANÁ SEM INCINERAÇÃO DE LIXO”

A incineração de lixo no estado motivou uma audiência pública nesta segunda-feira (28), na Assembleia Legislativa, proposta pela deputada Luciana Rafagnin (PT) e pelo presidente da Comissão de Ecologia e Meio Ambiente, Luiz Eduardo Cheida (PMDB). Com a participação de catadores de materiais recicláveis, de representantes do Ministério Público, além de pesquisadores, a reunião concluiu que o funcionamento de usinas para a queima de lixo representa danos ao meio ambiente,…

Leia mais

PLENÁRIA INCINERAÇÃO RESÍDUOS SÓLIDOS na Câmara Federal, Brasília

DIA 29 NOVEMBRO 2011 Câmara Federal, Brasília Plenário 16 – Anexo 2 10h rádio by mncr A Coalizão Nacional contra a Incineração de Lixo propôs ao Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara dos Deputados a realização de uma Plenária para debater a questão da implantação de incineradores no país como alternativa tecnológica para gestão de resíduos sólidos. A Lei 12.305/2010 que instituí a PNRS, bem como o Plano…

Leia mais

Participe da Audiência Pública e diga “NÃO a “INCINERAÇÃO DO LIXO” em Maringá

  Sexta, 11 de Novembro  Hora: 08:00 – 12:00 Localização: Prefeitura Municipal de Maringá  Local Auditório Helio Moreira  Maringá, Paraná. Os problemas da incineração “Longe de ser uma tecnologia universalmente provada como asseguram seus promotores, a incineração de lixo doméstico com recuperação da energia tem sido uma experimentação, que depois de 20 anos deixou os cidadãos dos países industrializados com a herança de altos níveis inaceitáveis de dioxina e seus…

Leia mais

Termelétricas e incineradores: por quê, onde e para quem?

Carlos Bocuhy Presidente do PROAM-Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental Conselheiro do CONAMA-Conselho Nacional do Meio Ambiente Quando abordo a questão da incineração, não posso deixar de traçar um paralelo com a narrativa de Fahrenheit 451, de Ray Bradbury, onde a incineração dos livros depauperava a sociedade e destruía a memória, elemento fundamental para melhores decisões. Talvez o ponto mais notório seja a alienação e esvaziamento da sociedade, como parte da…

Leia mais

TCE suspende licitação da Usina Verde no ABC

Fonte: Diário Regional (ABC) Por: Aline Melo   A licitação lançada pela Prefeitura de São Bernardo para escolher a empresa que vai construir o Sistema de Processamento e Reaproveitamento de Resíduos e Unidade de Recuperação de Energia (SPAR-URE), no bairro Alvarenga, foi suspensa pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo no último dia 15 de outubro. A decisão foi do conselheiro Robson Marinho, acatando pedido do advogado…

Leia mais

Coalizão de entidades lança campanha nacional contra os incineradores de lixo

No dia 30 de setembro, marco do dia de ação global contra o lixo e a incineração, foi realizado na cidade de São Bernardo do Campo o seminário técnico “Resíduos Sólidos: alternativas sustentáveis”.  O evento reuniu especialistas da área, movimentos sociais e juristas para debater o impacto da incineração de resíduos e as alternativas. Reuniu cerca de 170 pessoas e foi acompanhado ao vivo por transmissão pela internet. Durante o…

Leia mais

Ministra do Meio Ambiente critica instalação de incineradores

O movimento contrário à implantação de uma usina destinada à  incineração de resíduos em São Bernardo do Campo ganhou reforço político na sexta-feira (23/09),  quando a ministra do Meio Ambiente, Izabela Teixeira reprovou publicamente o projeto proposto pela prefeitura.  Durante seminário sobre meio  promovido na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, por iniciativa do deputado federal Vicente Paulo da Silva (Vicentinho, do PT) e pela própria entidade sindical, a ministra comparou…

Leia mais

SEMINÁRIO: resíduos sólidos, alternativas sustentáveis

É NECESSÁRIO FAZER INSCRIÇÃO AQUI, VAGAS LIMITADAS. Dia de Ação Global contra a Incineração do Lixo Com a nova legislação brasileira para gestão de resíduos sólidos e a crescente preocupação da sociedade com meios mais sustentáveis de manutenção da vida faz-se necessário debater o impacto de tecnologias sujas no destino dos resíduos sólidos urbanos. O imediatismo de muitos gestores públicos em dar destinos equivocados aos resíduos utilizando tecnologias como a…

Leia mais

Dia de Ação Global contra o lixo e a incineração 2011

O DAG tratará as seguintes metas a nível global, além dos objetivos locais que cada grupo deseje ressaltar: –      Suprimir as subvenções públicas para a incineração de resíduos. –      Terminar com os subsídios do clima para os incineradores e os formulários sanitários. –      Garantir que os fundos para o clima nacional e mundial (incluindo o Fundo Climático Verde) apóiem as iniciativas de lixo zero. Se você ainda não se registrou,…

Leia mais

Abaixo-Assinado: Diga não à incineração do lixo

>> Assine este abaixo-assinado << Não Queremos Termelétricas e a Queima do lixo O que são Usinas Termelétricas? Usinas termelétricas geram energia por meio da queima de combustíveis como gás natural, carvão, e até mesmo lixo. Como toda combustão, essa atividade libera substâncias tóxicas no meio ambiente como um todo: no solo, nos rios, na atmosfera. Cada usina termelétrica é responsável por despejar diariamente na atmosfera quantidades devastadoras de gases…

Leia mais

Veja documentos sobre a instalação de usinas termelétricas

Jornal O Vale – 8 de fevereiro de 2011: Empresa de capital de risco Jornal O Vale – 9 de fevereiro de 2011: Litoral Norte terá termelétrica Jornal O Vale – 19 de julho de 2011: Especialistas condenam usina Jornal O Vale: 24 de julho de 2011: Termelétricas Jornal O Vale – 24 de julho de 2011: Taubaté planeja instalar usina Jornal O Vale – Artigo 23 de julho de…

Leia mais

Campanha internacional contra a incineração do lixo

No dia 2 de agosto completou um ano a Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos no Brasil, sancionada pela Presidência da República. Decorrido um ano, as medidasareferentes à coleta, o destino final, o tratamento de resíduos urbanos e industriais, a redução da geração de lixo, combate a poluição e o desperdício de materiais descartados pelo comércio, residências, indústrias, empresas e hospitais, não foram adotadas e os planos, ações e…

Leia mais